Blog

Inka Burguer

Voltar




A atual culinária peruana é referência mundial e muito desse patrimônio foi herdado do Império Inca. Os povos andinos foram responsáveis por domesticar vários grãos, leguminosas e ervas aromáticas usadas até hoje em dia.

Calcula-se que os incas cultivavam cerca de setecentas espécies vegetais, e a chave do sucesso de sua agricultura era a existência de estradas e trilhas que possibilitavam uma boa distribuição das colheitas, plantio feito em terraços distribuídos em curvas de nível e o pioneirismo no sistema de irrigação.

Contidos nesse patrimônio agrícola estão a quinoa – considerada o grão de ouro – e as tão estimadas ‘papas’ (batatas).

A quinoa – o grão de ouro – é uma espécie de planta andina, domesticada a cerca de 3 a 4 mil anos para o consumo humano. A quinoa é um alimento de alto valor biólogo, ou seja, possui todos os aminoácidos essenciais que o nosso corpo precisa para funcionar corretamente.

Também é fonte de cálcio, ferro, ácidos graxos, ômega 3 e 6. A quinoa não contém glúten e possui alto teor proteico (Cada 100 gramas de quinoa possuem 15 gramas de proteínas – 15%).

O grão de ouro é a base principal para a confecção do hambúrguer de quinoa, que também leva outras especiarias típicas/legumes e é acompanhado por chips de batata doce.



Galeria de fotos